“Xutos e Pontapés” nas festas de Arouca após escolha votada por mais de 4.300 pessoas




A banda Xutos e Pontapés protagonizará em setembro o concerto principal da edição de 2022 da Feira das Colheitas, em Arouca, após uma escolha decidida por mais de 4.300 pessoas, metade das quais com menos de 29 anos.

A informação foi hoje divulgada pela referida autarquia do distrito de Aveiro, que tem na Feira das Colheitas a sua principal celebração popular e este ano a promove de 22 a 25 de setembro – após uma interrupção de dois anos devido à pandemia de covid-19, já que em 2020 e 2021 o evento envolveu apenas pequenas iniciativas com caráter simbólico.

Explicando que esta foi a primeira vez que a autarquia decidiu a contratação de um artista com base num processo participativo, a presidente da Câmara Municipal de Arouca, Margarida Belém, declara à Lusa: “Inovámos e envolvemos a população nesta seleção, num processo de votação muito simples, pois entendemos que, sendo este o evento-âncora do nosso território, deve refletir as escolhas de quem habita este mesmo território, aumentando o sentimento de pertença à Feira das Colheitas – que tão bem espelha as tradições e o modo de vida de tantos arouquenses”.

Com bilhetes ao preço previsto de 4 euros, o espetáculo dos Xutos e Pontapés realizar-se-á no dia 24 de setembro, na envolvente do Estádio Municipal de Arouca, e reflete uma seleção que decorreu no passado mês de junho, quando a comunidade foi convidada a escolher dois músicos a partir de um rol inicial de 14 artistas.

A votação esteve disponível na internet uma semana, em formulário próprio, e, além da banda vencedora, também dava a escolher entre os músicos Rui Veloso, Wet Bed Gang, Slow J, Agir, João Pedro Pais, Quinta do Bill, Carminho, Dino d’Santiago, Resistência, Carolina de Deus, Tiago Nacarato, Luísa Sobral e Tais Quais.

Além desses nomes, propostos pela Câmara, os votantes também podiam sugerir um artista por iniciativa própria e dedicar-lhe um dos seus dois votos, o que aconteceu com Fernando Daniel, Calema, Diogo Piçarra, Tony Carreira, Chico da Tina, Richie Campbell, Ricardo Azevedo, D.A.M.A,  Os Quatro e Meia, David Carreira e Ivo Lucas.

Num universo de 8.632 votos válidos, foi a banda de rock fundada em 1978, contudo, que se destacou como vencedora, somando 2.762.

Isso colocou os Xutos a uma considerável distância do segundo artista mais votado, que foi Rui Veloso, com 1.060 votos, seguindo-se os Wet Bed Gang com 777, Slow J com 491, Agir com 473, João Pedro Pais com 427, Quinta do Bill com 350, Carminho com 307, Dino d’Santiago com 302, Resistência com 224 e Fernando Daniel com 211. Todos os restantes músicos receberam menos de 100 votos cada.

Margarida Belém realça que, além de corresponsabilizar a população pelas escolhas que influem no orçamento do município, o processo de votação tem outra vantagem: “Permite-nos cumprir agora a vontade já antiga de trazer a Arouca esta mítica banda portuguesa”.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Facebook