Viseu: Socialistas comemoram vitória em distrito conhecido como “cavaquistão”





 

PS e PSD conseguiram ontem eleger quatro deputados cada no distrito de Viseu, tal como tinha acontecido em 2019, mas os socialistas é que comemoraram a vitória num círculo eleitoral que outrora ficou conhecido como “cavaquistão”.

O PS, que voltou a apostar em João Azevedo para encabeçar a lista, obteve 41,55% dos votos, enquanto o PSD conseguiu 36,79%, num distrito que ganhou o epíteto de “cavaquistão” devido às maiorias absolutas conseguidas no tempo de Cavaco Silva.

Desde 1976, esta é a segunda vez que o PS vence no círculo eleitoral de Viseu. Este partido tinha um único registo de vitória neste distrito, em 2005, quando alcançou 40,41% dos votos e quatro mandatos, tantos como o PSD, que conquistou 40,18% do eleitorado (com menos 495 votos), enquanto o CDS-PP elegeu um deputado, com 8,63% da votação.

João Azevedo (antigo presidente da Câmara de Mangualde e candidato do PS à presidência da Câmara de Viseu nas últimas autárquicas) estará acompanhado no parlamento por Lúcia Araújo Silva, José Rui Cruz e João Paulo Rebelo, exatamente os mesmos nomes que tinham sido eleitos nas legislativas de 2019.

Nos 24 concelhos de Viseu, o PS ganhou em 17, incluindo a capital de distrito, que é presidida pelo social-democrata Fernando Ruas. O PSD saiu vitorioso nos concelhos de Armamar, Castro Daire, Oliveira de Frades, Sátão, Sernancelhe, Tarouca e Vila Nova de Paiva.

Para estas eleições, o PSD apostou na mudança, com uma lista encabeçada por Hugo Carvalho, que era deputado da Assembleia da República desde 2019, pelo círculo do Porto. De fora ficou o líder distrital do PSD, Pedro Alves, que nas mais recentes diretas apoiou Paulo Rangel.

Além de Hugo Carvalho, o PSD terá na Assembleia da República a representar o distrito de Viseu António Guilherme Almeida, Cristiana Ferreira e Hugo Maravilha.

O Chega, que apresentou como cabeça-de-lista João Tilly (presidente da distrital de Viseu), conseguiu ser o terceiro partido mais votado (com 7,79% dos votos).

Desta forma, o BE, cuja lista era encabeçada por Manuela Antunes (que foi candidata à presidência da Câmara de Viseu), passou para quarto lugar (com 2,83% dos votos). Seguem-se a IL (2,53%), o CDS-PP (2,05%) e o PCP-PEV (1,62%).

No total, foram 17 as forças políticas que apresentaram listas de candidatos a deputados pelo círculo de Viseu, mas PAN, Livre, R.I.R., Volt Portugal, Nós,Cidadãos!, ADN, Ergue-te, MPT, MAS e PTP não chegaram a atingir 1% dos votos.

Nas legislativas de 2019, o PSD e o PS também tinham conseguido eleger quatro deputados cada (mas o PSD teve mais votos) e o CDS-PP perdeu o seu representante na Assembleia da República.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Facebook