Tondela com estádio preparado e otimista com “decisão inteligente do Governo”

Pub

Estádio João Cardoso
estadio-joao-cardoso

O diretor geral da SAD do Tondela, Nicola Ventra, disse à agência Lusa que o Estádio João Cardoso está preparado para o regresso do campeonato da I Liga de futebol e considerou a decisão do Governo “inteligente”.




“Estamos otimistas e esperançosos. É positivo, porque o Governo deu abertura e isso é ótimo para todos”, destacou o diretor geral da SAD do Tondela, considerando que é positivo “não só em termos sociais como económicos”, “para a sustentabilidade e o futuro do futebol”.

Nicola Ventra falava à agência Lusa, após a decisão do Governo de permitir o regresso da I Liga a partir do final de maio e à porta fechada, após esta ter sido suspensa devido à covid-19.

António Costa alertou que este “reinício está sujeito à aprovação da Direção Geral da Saúde (DGS) do protocolo sanitário que foi apresentado pela Liga de futebol profissional e está ainda condicionado à avaliação de que estádios é que cumprem todas as condições indispensáveis a que essa atividade possa ser retomada e em qualquer caso o reinício será sempre feito à porta fechada, sem público presencial, seja qual for o estádio”.

“A porta fechada é o mais seguro, porque acho que ninguém quer ter a responsabilidade e a culpa de, por exemplo, no Estádio do Tondela a pessoa ser infetada. É melhor para já e como só faltam 10 jornadas é o melhor, porque acabados de sair de um estado de emergência”, defendeu o diretor geral da SAD do Tondela.

Nicola Ventra acrescentou ainda que “seria muito arriscado ir contra esta decisão, que é muito inteligente, para que toda a gente fique mais segura”, reconhecendo que, antes da decisão da suspensão do campeonato, na véspera da 25.ª jornada, a opinião era de que se fosse para ser à porta fechada, mais valia a suspensão.

“Há dois meses não tínhamos noção do que era o vírus, agora, depois de ver como os outros países foram afetados com milhares de mortes, já temos uma noção diferente. Fizemos dois meses de emergência e já temos uma perceção diferente e, se para acabar o campeonato, terá de ser à porta fechada, isso não vai ser um problema”, admitiu.

Este responsável assumiu ainda que, no que diz respeito à segurança sanitária do Estádio João Cardoso, o Tondela está a trabalhar nisso desde que receberam o protocolo da Liga de futebol, “em acordo com as empresas certificadas e com a Direção-Geral da Saúde” (DGS).

“Com o nosso médico e com a Liga, temos tido muitos cuidados, já temos todos os materiais para a higienização, estamos superpreparados, temos trabalhado em como higienizar o espaço e claramente que não vamos ter problemas e conseguiremos cumprir todas as regras, seguindo rigidamente o protocolo”, considerou.

O Tondela entrou de férias no dia 10 de abril, e assim vai permanecer até ao final do mês, e os jogadores foram autorizados a abrandar o ritmo de treino que estavam a fazer em casa nas três semanas anteriores, desde que o campeonato parou.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 227 mil mortos e infetou quase 3,2 milhões de pessoas em 193 países e territórios. 

Cerca de 908 mil doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 989 pessoas das 25.045 confirmadas como infetadas, e há 1.519 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.




Pub

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*