Tondela: Autarquia denuncia poluição no rio Dinha

Pub

Rio Dinha
Rio Dinha

A Câmara Municipal de Tondela alertou o Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da GNR para o “aspeto ludro” das águas do Rio Dinha.

 



“O alerta para o estado do Rio Dinha foi dado por munícipes, tendo os serviços de fiscalização municipal se deslocado de imediato ao local, verificando que na zona da Quinta da Ínsua as águas do Rio Dinha apresentavam um aspeto ludro”, sintetiza um comunicado de imprensa do município.

O documento revela que, neste sentido, a autarquia informou o SEPNA “para a ocorrência detetada durante a manhã” e enviou a este departamento da GNR as “fotografias recolhidas no local” pelos técnicos municipais.

“Sublinhe-se também que se verificou no local que a descarga na linha de água, proveniente da ETAR de Tondela após tratamento, apresentava água límpida e transparente, bem como na linha de água a montante e a jusante desta”, destaca o documento.

Segundo a autarquia, os serviços de fiscalização municipal não conseguiram detetar a origem desta ocorrência, que terá acontecido a jusante da descarga da ETAR de Tondela e a montante da descarga da ETAR da Quinta da Ínsua”.

“O município de Tondela lamenta esta nova ocorrência, que nada teve a ver com o funcionamento da ETAR de Tondela, mas contribui para a contaminação das águas do Rio Dinha”, lê-se.

O Rio Dinha atravessa o município de Tondela, onde acompanha a antiga linha ferroviária do Dão – hoje ecopista que liga os municípios de Viseu, Tondela e Santa Comba Dão –, na freguesia de Nandufe, em Tondela, faz uma praia fluvial e acaba por desaguar mais a sul no Rio Dão.



Pub

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*