Sernancelhe revitaliza centro histórico da vila com fim de semana cultural




O centro histórico de Sernancelhe tem, este fim de semana, cinco palcos para diferentes iniciativas culturais num projeto da Câmara Municipal para dinamizar e revitalizar o espaço, disse hoje à agência Lusa o vereador da cultura.

“Este evento contempla cinco palcos onde as pessoas podem optar por um estilo musical, uma performance artística, um momento literário, porque os palcos funcionam em simultâneo e as pessoas vão circulando e vão optando”, detalhou Armando Mateus.

O vereador da Cultura da Câmara Municipal de Sernancelhe, no distrito de Viseu, referiu à agência Lusa que o projeto “Ser+Cultura” nasceu em 2015, porque “havia a necessidade de criar dinamismo” no centro histórico da vila.

“Tem o propósito de revitalizar e dinamizar a nossa zona histórica que tem imenso património edificado classificado, com algum comércio que estava em decadência e uma área populacional diminuída”, salientou.

Após a primeira edição, “e até agora, é um espaço que foi, quase na totalidade, recuperado, tanto a parte particular como a pública, surgiram novos espaços comerciais, muito ligados à restauração, à cafetaria e outros ao turismo”, sublinhou.

Para Armando Mateus, este projeto cultural “deu força e capacidade à zona histórica de se revitalizar” e, todos os anos, “mesmo durante a pandemia fizeram-se exposições ao ar livre”.

Em “vários espaços artísticos”, haverá “música, dança, teatro, exposições”, designadamente de escultura, “literatura, desporto, gastronomia, uma série de momentos culturais distribuídos por diferentes zonas e onde é possível degustar de alguma gastronomia”, enumerou.

Sem querer destacar nomes de artistas, Armando Mateus realçou que “todos os participantes”, este ano, “são residentes, oriundos ou com algum tipo de ligação” a Sernancelhe, porque “há muitas pessoas com valor artístico” no concelho.

O responsável adiantou que, ao longo do fim de semana, no interior da biblioteca municipal, decorre igualmente a feira do livro e que estarão abertos “outros espaços que costumam estar encerrados, mas que gentilmente são cedidos à autarquia” neste período.

A título de exemplo, o vereador falou “num lagar particular que poderá ser visitado, enquanto lagar de vinho tradicional”, mas onde também poderá haver “uma instalação artística” criada para este fim de semana.

“Há toda uma parceria” e, “o mais interessante e compensatório, é termos conseguido ao longo dos anos revitalizar e dinamizar este centro histórico” de Sernancelhe, salientou o vereador.

De 08 a 10 de julho, o centro histórico fica “proibido à circulação automóvel, para que as pessoas possam circular livremente”, indicou o autarca, sugerindo que as pessoas deixem “as viaturas estacionadas nos parques da vila a e aproveitarem o comboio turístico” para o centro.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Facebook