Plataforma Já Marchavas entregou vários produtos de higiene a famílias de refugiados que estão a chegar a Viseu




A Plataforma Já Marchavas entregou na última sexta-feira, vários produtos de higiene, recolhidos durante a concentração do 8M – Dia Internacional das Mulheres que aconteceu em Viseu a duas famílias de refugiados/as que estão agora a chegar a Viseu.
Ambas as famílias são Afegãs e como muitas outras famílias de várias zonas do globo estão longe dos holofotes mediáticos.
Os restantes produtos de higiene íntimo femininos e infantis recolhidos serão enviados para as mulheres e crianças refugiadas que se encontram nas fronteiras com a Ucrânia.
A organização lembra, que esta iniciativa, que sabem ser simbólica dada a dimensão dos problemas causados pelas guerras, teve também como objetivo alertar para a invisibilidade das mulheres em contexto de guerra, contra as quais as opressões e humilhações a que já são habitualmente sujeitas se exacerbam.
Segundo uma nota enviada às redações, a plataforma afirma Saber que “diariamente as mulheres sofrem múltiplas formas de violência, mas especialmente em ambientes bélicos os seus corpos tornam-se muitas vezes moeda de troca, forma de recompensa ou são meramente “utilizados” por vingança.” e conclui: “Em todas as guerras, em todas as vagas de refugiados/as, há quem sofra duplamente pela sua condição e neste caso, no caso das mulheres e raparigas, a condição é apenas uma – Ser MULHER!”

Obtenha mais informações no site da plataforma:




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Facebook