IP3 vai ficar cortado na zona de Penacova em fevereiro




O presidente da Câmara de Viseu disse hoje ter sido alertado pela Infraestruturas de Portugal (IP) de que o Itinerário Principal 3 (IP3) estará cortado em fevereiro, em Penacova, e que as empreitadas em falta vão a concurso no final de 2022.

O corte do IP3 foi “uma das surpresas negativas” desta reunião, disse Ruas, adiantando ter lhe sido anunciado que “há três empreitadas que estão em condições de serem projetadas” e, “se tudo correr bem, poderá ser lançada a obra no final do próximo ano”.

Outra notícia deixada pela IP é a de que “não há nada pensado para o IC12”, que liga Santa Comba Dão a Mangualde, cujo autarca também este presente.

E foi “dito, claramente, que do IC12 não há nenhuma evolução e que as coisas estão exatamente no ponto zero”.

Uma “surpresa negativa” para os autarcas presentes, afirmou Fernando Ruas, que defendiam o IC12 como “uma alternativa aquando das obras entre Santa Comba [Dão] e Viseu”, neste caso, no IP3.

A IP também explicou a razão para “não haver variante em Santa Comba Dão”, matéria que não convenceu Ruas.

[A razão] “é baseada numa declaração de impacto ambiental que preconiza que, eventualmente, haja colisão com umas termas na zona de Santa Comba [Dão]”.

Fernando Ruas, não se mostrou agradado com o desfecho da reunião, sobretudo por ter sido informado que durante pelo menos três semanas, não haverá ligação Coimbra-Viseu




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Facebook