CPCJ de Tondela apresenta Plano Local de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens




A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Tondela apresentou, durante o dia de hoje, o Plano Local de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens de Tondela, inserido no “Projeto Adélia”.

A apresentação, que decorreu no Auditório Municipal, esteve a cargo de Manuela Aresta, secretária da CPCJ de Tondela.

A divulgação do “Projeto Adélia”, que coincide com a comemoração dos 20 anos da CPCJ de Tondela, incide sobre a parentalidade positiva. É desenvolvido a nível nacional, pela Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens, e aplicado localmente, em quatro eixos de intervenção: comunidade, crianças e jovens, famílias e inovação social.

A abertura da sessão comemorativa esteve a cargo de Márcio Santos, presidente da CPCJ de Tondela, que realçou a importância do “trabalho e dedicação da Comissão, no dia-a-dia, enquanto responsável por tantas crianças e jovens do concelho”. O presidente fez ainda alusão à importância de se assinalar abril como o Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância, simbolizado pelo laço azul.

O trabalho da CPCJ, ao longo destes 20 anos, foi parabenizado pela presidente da Câmara Municipal de Tondela, Carla Antunes Borges, que se referiu à Comissão como estando “sempre na linha da frente”, apesar de ser um “trabalho invisível e silencioso, mas muito importante”.

“Ao longo destes anos, a CPCJ de Tondela tem demonstrado sempre grande vitalidade, naquilo que é o acompanhamento dos processos difíceis, trabalhosos, delicados e que exigem um grande grau de conhecimento e capacitação técnica que, muitas vezes, foge dos olhares daquilo que são as pessoas desatentas para esta problemática”, realçou a autarca.

Carla Antunes Borges sublinhou ainda “a grande exigência técnica e psicológica que os membros da Comissão têm de ter para acompanharem os processos”, realçando positivamente a forma de comunicar com a comunidade.

A importância das parcerias com outras entidades foi ainda salientada pela presidente da Câmara Municipal de Tondela, que considera fundamental que existam, quer com a área da saúde, quer com a segurança social. “As respostas que têm de ser dadas no território têm de ser mais articuladas e merecem um olhar mais atento por parte da tutela para eliminar as barreiras que existem hoje nos serviços”, acrescentou.

Nesta iniciativa foram ainda atribuídos diplomas aos dirigentes da CPCJ destes últimos 20 anos, como agradecimento pelo trabalho desenvolvido.

Também as crianças do Jardim de Infância da Santa Casa da Misericórdia de Tondela foram incluídas nesta cerimónia, tendo presenteado a plateia com momentos de animação musical.  




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Facebook