Biblioteca Municipal de Mangualde reabre na segunda-feira

A Câmara Municipal de Mangualde anunciou que vai reabrir ao público a biblioteca municipal Dr. Alexandre Alves na segunda-feira, com novo horário e de acordo com as regras da Direção Geral da Saúde (DGS).

 



“O espaço funcionará de segunda a sexta-feira das 09:30 às 13:00 e das 14:00 às 17:30. A entrada é condicionada, devendo os utilizadores aguardar no exterior pela indicação para entrar. O acesso às estantes é igualmente condicionado e os pedidos devem ser dirigidos ao colaborador da sala”, explica um comunicado de imprensa.

Também as salas têm lotação limitada, “só é permitida a permanência até 21 leitores no total das três salas de leitura e estarão disponíveis 16 lugares de leitura presencial e cinco postos de acesso à internet nas salas de leitura”.

“Todos devem respeitar escrupulosamente as indicações dos funcionários da Biblioteca Municipal de Mangualde e é obrigatório o uso de máscara, bem como a desinfeção das mãos à entrada”, avisa o documento.

Também a “manutenção da distância de segurança, de acordo com as delimitações do espaço definidas pelo serviço, e o respeito das regras de etiqueta respiratória, são obrigatórios” por parte dos utilizadores.

“Não é permitido alterar a disposição do mobiliário e o auditório permanecerá indisponível até 01 de junho”, alerta a autarquia, que diz ter “definido as regras” da reabertura da biblioteca “sempre de acordo com as recomendações da Direção Geral da Saúde”.

Também os equipamentos e as superfícies de contacto “serão desinfetados após cada utilização” e “os livros e documentos consultados e emprestados serão colocados em quarentena durante nove dias”.

O documento avisa ainda que a biblioteca municipal Dr. Alexandre Alves continuará a ter o serviço de empréstimo de livros com entrega e devolução no domicílio, reservas ‘online’ e postos de pesquisa do catálogo na sala de leitura de adultos e na entrada do edifício.

“A leitura presencial é limitada e não é possível a consulta de jornais diários e semanários em formato papel e, para o efeito, estarão disponíveis dois ‘tablets’ para consulta de publicações ‘online’”, adianta o comunicado de imprensa. 

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 302 mil mortos e infetou quase 4,4 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Mais de 1,5 milhões de doentes foram considerados curados.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Facebook