S. Pedro do Sul investe 1,4 milhões de euros em parque empresarial


O presidente da Câmara de S. Pedro do Sul, Vítor Figueiredo, revelou hoje que o parque empresarial do concelho vai custar 1,4 milhões de euros e que será construído em duas fases, a 500 metros de um nó da A24.

“Podemos anunciar que temos neste momento 10 hectares de terreno que são já propriedade da Câmara Municipal e que no próximo ano estarão à disposição dos nossos empresários, numa localização privilegiada junto à A24”, avançou.

Durante a apresentação do futuro parque empresarial de Pindelo dos Milagres – que contou com a presença do secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos – o autarca destacou a sua localização, a cerca de 500 metros do nó de Arcas, da A24.

“Este parque será construído em duas fases, sendo a primeira fase constituída por 10 lotes, lugares de estacionamento para veículos pesados, via de acesso, passeios e ecoponto. Esta fase tem à data garantia de ocupação de 100 por cento dos lotes”, informou.

De acordo com Vítor Figueiredo, este parque empresarial vem responder a uma carência de solo para a implantação de novas empresas e também para expansão das empresas existentes na região.

“Terá também um papel preponderante no ordenamento do território com a relocalização e concentração de empresas num mesmo espaço devidamente qualificado e infraestruturado”, acrescentou.

Ao longo da sua intervenção, Vítor Figueiredo explicou que a segunda fase do projeto deverá decorrer entre junho de 2018 e maio de 2019, prevendo a construção de mais 20 lotes, estes de dimensões maiores.

Prevê ainda a criação de espaços verdes, plataforma de eficiência energética, cafetaria, zona de lazer, zona de apoio às empresas, sala de formação e mais áreas de estacionamento de veículos ligeiros e pesados e de apoio a deficientes.

“No parque empresarial será ainda construído um edifício que servirá de apoio às empresas aí instaladas e aos trabalhadores. Este edifício terá uma cafetaria, uma sala de formação, uma zona de lazer, gabinete de apoio às empresas, casas de banho e uma sala de arrumos”, concluiu.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.