Relatório ao fogo de 2016 foi concluído, mas não está disponível para consulta

Fogo Florestal




O relatório do inquérito ao incêndio de 2016, que abalou os concelhos de São Pedro do Sul e Arouca, está concluído, mas não se encontra disponível para consulta.

O inquérito foi mandado instaurar pelo primeiro-ministro António Costa, depois de uma visita a Arouca.

Na altura o governante, foi confrontado pelo autarca de São Pedro do Sul, Victor Figueiredo com a falta de meios na fase inicial de combate às chamas e com a falta de coordenação das estruturas de comando.

Agora, ficou a saber-se que o ministro da Administração Interna determinou o envio do inquérito aos incêndios de Arouca e S. Pedro do Sul, ocorridos em Agosto de 2016, para o Ministério Público, para averiguação de eventual matéria criminal.

Segundo a autarquia sampedrense, que alegadamente terá tido acesso ao relatório, o mesmo aponta para a “falta de coordenação” entre os então comandantes distritais de Operações de Socorro de Aveiro e de Viseu, que não terão tido a perceção que os incêndios nas duas localidades eram um só.

Não é, no entanto, possível abrir procedimentos disciplinares aos dois comandantes, dado que ambos cessaram as funções que vinham exercendo desde 24 de janeiro de 2017. Agora restará ao MP determinar se haverá matéria para avançar com a abertura de um processo.

A Lafões FM, tentou quer junto da IGAI – Inspecção Geral da Administração Interna, quer junto do gabinete do ministro da Administração Interna, ter acesso ao relatório, mas foi-nos afirmado, que o mesmo não se encontra disponível para consulta da comunicação social.

O executivo camarário de São Pedro do Sul, que alegadamente, teve acesso ao documento, promoveu recentemente uma conferência de imprensa, onde abordou este tema.

Assista aqui ao conteúdo da mesma.




Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.