Pelo menos seis sobreviventes em queda de avião na Colômbia


As autoridades colombianas revelaram que pelo menos seis pessoas sobreviveram à queda de um avião que se dirigia a Medellin e que transportava 81 pessoas, incluindo a equipa de futebol brasileira do Chapecoense.

Segundo um comunicado da Aeronáutica Civil da Colômbia, “uma aeronave procedente da Bolívia da empresa Lamia, com matrícula CP2933 RJ 80, acidentou-se em Cerro El Gordo, nas proximidades do município de La Unión, Antioquia”, com nove tripulantes e 72 passageiros a bordo, os quais pertenciam à equipa Chapecoense do Brasil.

A equipa brasileira ia disputar, na quarta-feira, com os colombianos do Atlético Nacional a primeira mão da final da Taça Sul-Americana de futebol.

As autoridades colombianas dizem que há pelo menos seis sobreviventes e que as primeiras equipas de socorro já conseguiram chegar ao local do acidente, uma zona montanhosa, a cerca de 50 quilómetros de Medellin.

O aeroporto de Medellin, num comunicado, refere os seis sobreviventes e acrescenta que o avião, com matrícula da Bolívia, “declarou-se em emergência” às 22:00 locais (03:00 em Lisboa) “por falhas técnicas”, segundo aquilo que transmitiu à torre de controlo.

“A polícia está já no local do acidente, ao qual apenas se pode aceder por via terrestre”, havendo “baixa visibilidade” por causa das condições meteorológicas, diz a mesma nota.

O avião tinha saído do aeroporto Viru Viru, de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, onde aparentemente tinha feito uma escala técnica.

O presidente da câmara de Medellin, Frederico Gutierrez, disse a uma rádio local que esta “é uma tragédia de grandes proporções”.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.