Papa aceitou resignação do bispo de Viseu por motivos de saúde

Ilídio Leandro





O papa Francisco aceitou o pedido de resignação feito há cerca de quatro meses pelo bispo de Viseu, Ilídio Leandro, que alegou motivos de doença, disse  o próprio aos jornalistas.

“Entendo que a diocese merece e precisa de outra pessoa que, com saúde, faça aquilo que eu neste momento não sinto que posso continuar a fazer”, afirmou Ilídio Leandro aos jornalistas, no final da cerimónia do Dia do Município de Viseu.

Ilídio Leandro, de 66 anos, disse que a resposta positiva ao pedido de resignação chegou há cerca de 15 dias.

“Eu tinha pedido já há três anos (a resignação), nessa altura não foi aceite, e pedi de novo há quatro meses”, contou o bispo, que em Julho foi submetido a uma operação à tiroide.

O prelado disse que pediu para que a substituição acontecesse “o mais breve possível”.

“Continuo a trabalhar e a viver na diocese de Viseu e a dar tudo o que sou e posso. Desejo que quem venha e quem o papa vá nomear seja capaz de continuar um bom trabalho e de fazer muito mais e melhor do que eu hoje poderia fazer”, afirmou.

Ao intervir na cerimónia do Dia do Município, o presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, admitiu ter sido apanhado de surpresa com a resignação.

“Não queria deixar de neste momento lhe prestar uma primeira homenagem e dizer o quão estão gratos os habitantes do concelho por tudo o que tem feito”, frisou o autarca, antes das saudações protocolares.

Ilídio Leandro, natural de Pindelo dos Milagres, São Pedro do Sul, foi nomeado bispo da Diocese de Viseu a 10 de Junho de 2006. A ordenação episcopal e a entrada oficial na diocese aconteceu a 23 de Julho do mesmo ano.




Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.