Marítimo vence Tondela em partida recheada de golos


O Marítimo venceu ontem o Tondela por 4-3, numa partida da 23.ª jornada da I Liga de futebol em que a equipa da casa, em superioridade numérica, virou de 0-2 para 3-2, mas permitiu a reviravolta nos descontos.

Numa partida recheada de golos, o Marítimo esteve em vantagem por 2-0 na primeira parte, com golos de Edgar Costa, aos dois minutos, e Dyego Sousa, aos 32, tendo a equipa da casa reduzido por Nathan Junior, aos 40.

Na segunda parte, e em superioridade numérica, após expulsão de Egdar Costa, aos 60 minutos, o Tondela virou o resultado, com Nathan Junior a ‘bisar’, aos 73, e Erick Moreno a fazer o 3-2, aos 85.

O Tondela parecia pronto a acabar com uma série de sete jogos sem vencer, mas foi o Marítimo que colocou um ponto final em cinco, ao marcar por duas vezes nos descontos, por Dirceu, aos 90+1 minutos, e Baba, aos 90+5.

Foram precisos apenas dois minutos – já tinha acontecido ao Tondela face ao Vitória de Guimarães (1-1) – para o Marítimo se colocar em vantagem, numa jogada em que Zubikarai fez uma defesa incompleta e a bola sobrou para Edgar Costa, que marcou.

Apesar da desvantagem, o Tondela tentou reagir e, aos 12 minutos, Nathan Junior atirou ao lado da baliza de Haghighi, depois de um cruzamento bem medido por Romário Baldé.

Perto da meia hora, Petit decidiu mexer na equipa, substituindo Romário Baldé por Dolly Menga, mas foi a equipa do Marítimo que esteve perto de aumentar a vantagem, com Dyego Sousa a acertar no poste esquerdo de Zubikarai.

Depois de um primeiro aviso, Dyego Sousa chegou mesmo ao golo, depois de se desenvencilhar de Bruno Nascimento e a não dando hipóteses na cara de Zubikarai, aos 32 minutos.

O Tondela não baixou os braços e ainda conseguiu reduzir a desvantagem a cinco minutos do intervalo, num lance em que Nuno Santos cruzou para Nathan Junior, que rematou de cabeça para o fundo da baliza de Haghighi, somando o seu sétimo golo na I Liga.

Na segunda parte, o Tondela entrou mais ofensivo e, aos 56 minutos, Wagner, que entrou ao intervalo, meteu Haghighi à prova, num remate potente que obrigou a defesa para canto.

Aos 60 minutos, a equipa da Madeira ficou reduzida a 10 elementos, após expulsão de Edgar Costa, que, no espaço de um minuto, viu por duas vezes o cartão amarelo e, consequentemente, o vermelho.

O Tondela carregou no acelerador e, aos 73 minutos, empatou a partida, num remate potente de Nathan Junior, que marcou o segundo da equipa da casa e da sua conta pessoal.

Aos 85 minutos, a equipa da casa conseguiu colocar-se em vantagem, por intermédio de Erick Moreno, que atirou para o fundo das redes do Marítimo a bola servida por Nathan Junior.

Mas, o Marítimo não desistiu e conseguiu empatar a partida no primeiro minuto do período de descontos, por intermédio de Dirceu, após alívio incompleto de Zubikarai.

Quatro minutos depois, o Marítimo voltou a colocar-se em vantagem, por intermédio de Baba, que finalizou um contra-ataque rápido dos forasteiros, que, assim, levaram os três pontos de Tondela.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.