Câmara de Nelas projeta duas novas áreas industriais


O presidente da Câmara de Nelas, Borges da Silva, anunciou hoje que o concelho deverá criar duas novas áreas industriais, a juntar às três já existentes, que se justificam atendendo à procura de investimento.

Segundo o autarca, atualmente as empresas instaladas no município de Nelas “exportam mais de 200 milhões de euros” e, nos últimos dois anos, criaram mais de mil postos de trabalho, continuando a haver “muita procura de investimento”.

“Há quadros comunitários abertos para mapeamento das áreas de acolhimento empresarial. Nos nossos 125 quilómetros quadrados já temos três áreas industriais e queremos ter cinco”, frisou.

O autarca explicou que pretende criar duas novas áreas industriais, ampliar uma das existentes, “onde trabalham já mais de duas mil pessoas”, e também recuperar áreas industriais degradadas.

Exemplificou com a zona dos antigos Fornos Elétricos, “onde estão 13 hectares mesmo a precisar de serem recuperados para fins industriais”, acrescentando que “os fundos comunitários têm verbas disponíveis para isso”.

“Não precisamos de zonas industriais para as empresas nos procurarem. Precisamos é de adaptar as zonas industriais às empresas que já cá estão instaladas e a outras que se querem cá instalar, porque existe grande procura do ponto de vista industrial, felizmente para Nelas e para a região”, sublinhou.

Na opinião de Borges da Silva, o concelho de Nelas, “pelo histórico dos últimos 120 anos”, tem todas as condições para ter “áreas de acolhimento empresarial de excelência”.

“Vamos aumentar a oferta para efeito industrial em mais um terço e vamos também dar um salto que se justifica em Nelas, envolvendo a formação profissional”, explicou.

A autarquia vai celebrar um protocolo com o Instituto de Emprego e Formação Profissional de Coimbra e com o Instituto Politécnico de Viseu “no sentido de acrescentar a Nelas, do ponto de vista industrial, aquilo que já se justifica há décadas, que é ter um polo de formação e um polo tecnológico”, acrescentou.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.