Boavista empata com Tondela, não permitindo a fuga dos ‘beirões’ à última posição


O Tondela empatou ontem 1-1 com o Boavista, numa partida em que os ‘auriverdes’ estiveram em vantagem, mas permitiram o empate nos últimos minutos da 14.ª jornada da I Liga de futebol.

A equipa da casa, que ocupa a última posição, colocou-se em vantagem ao fechar a primeira parte, após cobrança de um livre de Lystcov.

O golo do empate chegou aos 88 minutos, por intermédio de Anderson Carvalho, que não deixou que os ‘auriverdes’ fugissem à última posição da tabela classificativa.

A jogar em casa, o Tondela entrou mais acutilante na partida e aos sete minutos Wagner deixou o aviso a Agayev, com um remate mais em jeito do que em força.

Um minuto depois, Bruno Monteiro conseguiu roubar a bola a um adversário e serviu Erick Moreno que chegou ligeiramente atrasado para completar o lance.

Os ‘auriverdes’ continuaram na mesma toada ofensiva e, já perto do quarto de hora de jogo, Claude Gonçalves serviu Erick Moreno, que conseguiu rematar com perigo de um ângulo apertado.

Na jogada seguinte os ‘axadrezados’ voltaram a ser incomodados, após marcação de um canto, com Pica a atirar de cabeça ao lado da baliza de Agayev.

A partir da meia hora o jogo arrefeceu, com as duas equipas a praticarem um futebol mais ‘bombeado’ e algo trapalhão.

Aos 40 minutos, o Boavista pôs à prova Cláudio Ramos, que resolveu a soco e evitou males maiores.

Mesmo em cima do intervalo, a equipa da casa colocou-se em vantagem no marcador, na sequência de um livre frontal apontado por Lystcov, que encheu o pé a cerca de 35 metros e não deu qualquer hipótese ao guardião Agayev.

Na segunda parte, o Boavista entrou a pressionar e, aos 57 minutos, quase empatava a partida, valendo a intervenção de Cláudio Ramos que negou o golo a Talocha. Dois minutos depois foi a vez de Anderson Carvalho rematar, desta feita ao lado.

Os ‘axadrezados’ carregaram no acelerador e obrigaram o Tondela a recuar, mas numa jogada de insistência de Hélder Tavares, que ganhou a um adversário, foi a equipa da casa quem esteve perto de aumentar a vantagem, com Wagner a atirar ligeiramente ao lado.

Com as oportunidades a repartirem-se, aos 70 minutos, Iuri Medeiros tentou surpreender Cláudio Ramos com um chapéu, mas o guardião ‘auriverde’ conseguiu saltar e evitar o pior.

Aos 87 minutos, o Boavista avisou o Tondela que iria discutir o resultado até ao fim, com um remate de Iuri Medeiros, em que valeu a intervenção do guardião Cláudio Ramos.

A dois minutos do fim, os ‘axadrezados’ conseguiram mesmo chegar ao empate, por intermédio de Anderson Carvalho, num remate de primeira após um canto.

 

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.