Alemanha regista 450 agressões a políticos ou voluntários ligados aos refugiados





alemanha-1As autoridades alemãs registaram este ano mais de 450 casos de agressão ou perseguição a políticos ou voluntários dedicados a ajudar refugiados, segundo números hoje divulgados pela edição digital do semanário “Die Zeit”.

De acordo com o jornal, que cita estatísticas do departamento federal da Polícia Criminal (BKA), a grande maioria dos casos dirigiu-se contra políticos, num total de 317, enquanto outros 144 casos foram contra voluntários.

A grande maioria dos delitos contra políticos é atribuída à extrema-direita, responsabilizada por 212 dos 317 ataques, havendo alguns casos atribuídos à esquerda radical e cerca de 90 têm motivação desconhecida.

Proporções idênticas se verificam no caso de agressões contra voluntários dedicados a acolher os refugiados.

A Alemanha recebeu entre o início de 2015 e os primeiros meses deste ano mais de 1,1 milhões de requerentes de asilo.

Nos últimos meses, a chegada de refugiados diminuiu consideravelmente, embora se calcule que este ano encerre com um total de 350.000 novos refugiados.




Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.